Início Bem estar Medicina Natural vs Medicina Convencional

Medicina Natural vs Medicina Convencional

295
0

A medicina natural é sem dúvida um excelente complemento da medicina dita convencional.
O ocidente abraçou a medicina natural, devido às lacunas existentes na medicina convencional, no entanto há que perceber que uma não substitui a outra e daí abordar sempre o tema como medicina complementar e não medicina alternativa.
Há sempre a possibilidade de ambas colaborarem para evolução do paciente.
A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) é uma das medicinas naturais existentes e é uma das mais antigas. Utiliza principalmente a Acupuntura como forma de regulação hormonal e neurológica através do estímulo de pontos da superfície corporal, e a fitoterapia equilibrando o metabolismo por meio de plantas medicinais, entre outras técnicas adicionalmente aplicadas em tratamento.
Segundo a MTC, além do corpo físico, possuímos canais de energia (denominados de meridianos) e estes quando têm a sua circulação interrompida, seja por bloqueio ou obstrução (causados por stress, má alimentação, sedentarismo, entre outras causas) geram desequilíbrios no corpo, também conhecido do ocidente como doença.
Geralmente quando vamos ao médico e relatamos os sintomas que estamos a sentir (uma dor de cabeça, por exemplo), é dada uma medicação para aliviar os sintomas e não é investigado o real motivo do qual se gerou esta dor.
Já na MTC, este sintoma serve como ponto de uma investigação minuciosa para descobrir por qual motivo houve este desequilíbrio, ou seja, somos analisados como um todo.Com esta investigação, é possível realizar um tratamento que não atue só nos sintomas, mas também nas causas deste desequilíbrio.
O diagnóstico pela Medicina Tradicional Chinesa, é muito importante fazer uma investigação minuciosa dos sintomas relatados pelo paciente.
A primeira consulta é muito importante para que se possa colher as informações necessárias sobre o histórico do paciente e com isso, seguir uma linha de tratamento.
É importante avaliar a alimentação, o pulso, a língua, a transpiração, os odores, historial clínico, todos os detalhes podem fazer diferença na evolução e recuperação do paciente.
Depois desta análise detalhada do paciente, realiza-se o tratamento de acordo com a necessidade do paciente, podendo utilizar algumas terapias como Acupuntura, Shiatsu, Tui-Na, Fitoterapia, Nutrição Chinesa, Reflexoterapia, Auriculoterapia, entre outras terapias.
Há diversas patologias que têm uma evolução favorável quando fazem tratamentos de Medicina Chinesa, como por exemplo, problemas de sono, ansiedade, depressão, problemas de pele, dores em geral, zumbidos, artrite, alergias, …
Pense: “esperar ficar doente para procurar o médico, é como esperar ter sede para começar a cavar o poço”, Imperador Amarelo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário
Por favor, coloque o seu nome aqui