Início Mundo Menina desperta do coma curada de lesão no cérebro

Menina desperta do coma curada de lesão no cérebro

398
0

Filha de pastores, Kiara Mun-Gavin é um “milagre moderno”, diz a família da menina sul-africana de 13 anos que despertou de um coma após ter sofrido um acidente de carro na véspera do Natal. “Experimentamos o favor de Deus”, disse o pai, depois da recuperação extraordinária de Kiara.

Jaci é pastora sénior ao lado de seu marido Richard Mun-Gavin, líder da Anthem Church em Durban North, na África do Sul. Eles agradeceram a Deus pela recuperação excepcionalmente rápida da filha e pelas orações dos amigos.

“Parece que todos os dias ela está pelo menos seis meses mais adiantada do que no dia anterior”, contou Jaci, que tem outros filhos.

Segundo a mãe, Kiara está a impressionar todos, incluindo os especialistas e cirurgiões, com a sua notável recuperação, além de aproximar muitas pessoas de Deus, com esperança e fé renovada.

Jaci disse que recebe centenas de mensagens, algumas dizem: “Eu nunca acreditei” ou “Agora a minha fé ficou mais forte” ou “Eu abandonei Deus, mas agora estou disposto a começar de novo”.

Milagre

Com semblante sorridente, Kiara sussurrou suavemente um “obrigado” à sua família e amigos por todo o apoio e orações durante a sua recuperação.

Os pais dizem que Kiara conta com milhares de pessoas em todo o mundo, que têm orado pela adolescente desde o acidente, além da igreja que pastoreiam e da escola onde ela estuda, a Southcity Christian School.

Amigos de fé, como o pastor Harry Lourens e sua esposa, Wendy, visitaram Kiara várias vezes e as pessoas da sua igreja organizaram uma lista de oração de 24 horas e durante 10 dias um grupo de dança de mães reuniu-se todas as noites para dançar, cantar e orar pela recuperação de Kiara.

O resultado é que, menos de um mês e meio após o acidente, Kiara está completamente lúcida.

O neurocirurgião que cuida da menina está prestes a dar-lhe alta, depois terá de voltar ao hospital para uma nova cirurgia cerebral para reparar danos provocados no acidente.

“A sua memória parece estar intacta, mas o comportamento “aprendido – por exemplo, lembrar que o primeiro andar não é o rés do chão ou a maneira de cortar um abacate – precisa de ser reaprendido. Mas quando é informada de algo, ela lembra-se imediatamente”, explicou.

O acidente

Jaci disse que foram três semanas difíceis desde o acidente em que uma mota bateu na porta do lado do passageiro de seu carro, partindo a janela na cabeça de sua filha.

O acidente deixou-a com o crânio fraturado, com alguns fragmentos de ossos alojados no seu cérebro.

O grave ferimento submeteu Kiara a duas cirurgias em 12 horas, deixando-a em coma de nível dois.

“Os médicos alertaram que a maior probabilidade era para o pior resultado, e trouxemos as crianças para dizer adeus. O seu cérebro tinha desligado e o seu coração estava a desligar-se também. Durante 70 horas, o inchaço do cérebro foi tão grave que não havia oxigénio suficiente no cérebro. Os médicos disseram-nos que, se ela não morresse, seria uma ‘bela adormecida’, sofreria danos cerebrais graves ou teria sintomas parecidos com um derrame”, conta a mãe da menina.

Jaci conta também que Kiara ainda não tem o lado de seu crânio no lugar, porque parte dele foi colocado no seu abdómen, para o manter seguro e o osso vivo enquanto o seu cérebro reduz o inchaço.

Intervenção divina

A pastora Jaci conta que ao contrário das terríveis expectativas médicas, Deus interveio e realizou um milagre. “Um grupo de amigos da Kiara, meninas com idades entre 11 e 13 anos e que foram treinadas em oração, ficaram aborrecidas porque as pessoas pareciam esperar o pior. Mas elas continuaram a orar por três dias consecutivos ignorando o sono”, contou.

“Acreditamos que Deus escolhe fazer parceria connosco e Ele escolhe responder às orações do Seu povo. Existem numerosos exemplos na Bíblia onde Ele permitiu que as pessoas mudassem o curso da história. Sim, acredito que esse seja um desses momentos”, disse Jaci.

Jaci explicou que, ao tentar entender Deus, há muitas coisas que os humanos não podem compreender, mas é preciso crer que Deus é sempre bom e gentil.