Início Mundo “The Rock” procura Deus em tempos difíceis.

“The Rock” procura Deus em tempos difíceis.

1126
0

“The Rock” e a sua fé
Até mesmo o “The Rock” precisa de uma rocha sólida para se apoiar. Por de trás da sua aparência de durão que conhecemos e admiramos está o Dwayne Johnson, um humano falível com uma vida confusa, não muito diferente das nossas vidas.

Muscle & Fitness nomeou Johnson como o “Homem do Século”, a Time declarou-o como uma das 100 pessoas mais influentes e, no ano passado, foi o ator mais bem pago do mundo. Mas por de trás da sua persona maior que a vida, “The Rock”, Dwayne Johnson tem as suas próprias lutas.

Amanhã Incerto
Numa entrevista recente, Johnson revelou que o mais difícil na sua carreira e o facto de não saber o que o futuro lhe reserva. Enquanto todos enfrentam ansiedades sobre o futuro, esses medos provavelmente são compostos pela fama. Afinal, quando temos milhões de pessoas a observar-nos com ansiedade, para elogiar ou condenar a nossa próxima mudança de carreira, é preciso toda a nossa força para evitar a paralisia e continuar a seguir em frente.

A carreira de Dwayne não foi previamente planeada. Ele traçou o seu próprio caminho. Depois de ganhar um campeonato nacional de futebol americano na Universidade de Miami em 1991, Johnson juntou-se à equipe profissional Calgary Stampeders no Canadá. Mas em 1995 foi posto fora da equipa. Não tendo a certeza do seu próximo passo, Johnson tornou-se um wrestler profissional.

Esta foi realmente uma boa decisão. Hoje, Johnson é considerado por muitos como o melhor wrestler profissional de todos os tempos. Oito vezes campeão do WWF / WWE, o sucesso de Johnson é incomparável. Não admira que seja apelidado de “The Rock”.

Mas o wrestling é um desporto fisicamente exigente, e até mesmo os melhores têm que se reformar. Em 2002, Dwayne foi para Hollywood, conseguiu o seu primeiro papel principal no filme “The Scorpion King” (Rei Escorpião). Desde então, apareceu em muitos outros filmes, incluindo “The Fast and the Furious” (Velocidade Furiosa).

Olhando para trás, o sucesso de Johnson parece quase irreal e nem sempre foi fácil para ele.

A espiritualidade de Johnson
Na mesma entrevista, Johnson revelou que há 5 ou 6 anos, estava muito em baixo. Inseguro e com medo, voltou-se para Deus. Ele confiava na sua fé e na sua família para o sustentar.

Quando questionado sobre o que faz para crescer espiritualmente, Dwayne respondeu: “Eu tenho que ter sempre uma hora para mim. Ás vezes eu penso em donuts, ou no que tenho para fazer no dia seguinte, e ás vezes não penso em nada.” Num mundo de ritmo acelerado, Dwayne aprecia algum tempo em silêncio, entendendo que essa é a melhor maneira de se conectar com Deus.

Dwayne disse, “tenho o meu próprio relacionamento especial com Deus. Sinto-me muito abençoado. Eu conto as minhas bênçãos todos os dias”. Embora ele não conheça as especificidades desse relacionamento, está claro que o rapaz de 45 anos aprendeu que toda a fama e sucesso no mundo são vazios e sem conexão divina.

Isso mostra que mesmo aqueles com a aparência mais dura têm um vazio interior que implora para ser preenchido e somente por Deus.
Vamos continuar a orar por Dwayne enquanto ele procura por Deus de uma maneira mais profunda!